sábado, 24 de novembro de 2012

Unhas que não descamam


O post de hoje é um pouco diferentes dos anteriores, porque ao invés de trazer uma explicação, eu trago um problema que a Marie vem enfrentando. Como todas as pessoas que convivem com gatos sabem, as unhas deles descamam com o tempo. É comum encontrar pelo chão o que parece ser uma unha inteira mas que na verdade é a “carapaça” da unha, a parte externa que cai, deixando no lugar uma unha fininha e super afiada. Isso é normal e deve acontecer. O problema é que as unhas da Marie não têm descamado e por isso ficam grossas demais. Ela não consegue retrair direito as unhas, faz barulho quando anda e fica sacudindo as patinhas incomodada. E para piorar ela fica mordendo as patas o tempo todo. Para cortar é um suplício. Ela grita, esperneia, chora e como a unha é grossa é realmente difícil de cortar. Acabo tentando quebrar as laterais e descascar com as minhas próprias unhas, mas nem sempre consigo. Já levei na veterinária, mas ela teve ainda mais dificuldade do que eu.
Pesquisando sobre o assunto, descobri que o fenômeno é comum em gatos velhos, que são pouco ativos e não usam o arranhador. Mas a Marie tem só 3 aninhos e usa bastante os arranhadores. Acho então que talvez eu não tenha escolhido o melhor material para ela arranhar. Os arranhadores aqui de casa são compostos por um poste de sisal e um pé recoberto de feltro. Ela detesta o sisal, mas adora o feltro. Mas como o feltro é fino, acho que não funciona muito bem. Tentamos até colocar catnip na parte de sisal para estimular, mas não funcionou. A nova tentativa é uma caixa de papelão, mas por enquanto isso também não surtiu grandes efeitos. E por isso eu pergunto: alguém enfrenta o mesmo problema?  Alguém sugere uma solução? Aguardo sugestões.
Na foto, Marie pegando sol no arranhador.


7 comentários:

  1. Camila, isso é novidade para mim. O ideal seria incentivar ao máximo a Marie a usar o arranhador, mas como você mesma disse, ela não gosta de sisal. Acho a ideia da caixa de papelão ótima. Meus gatos amam arranhar uma caixa. Espero que dê tudo certo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá, mesmo usando o arranhador e vários móveis (¬¬) com este fim, eu encontro normalmente unhas descamadas pelo chão. E acho que tem muito a ver com a idade porque anos atrás era difícil. Encontrava uma ou outra.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. filha e se trocar o feltro por algo mais aspero? Estes tecidos para estofar?

    ResponderExcluir
  4. Só a caixa de papelão não funciona muito bem,apesar de gostarem muito.Vc pode comprar ou fazer uma de papelão,pois a disposição do papelao é diferente da caixa.Entre neste endereço :http://www.reinodalmofada.com.br/2009/02/faca-um-arranhador-para-seu-gato/
    Aqui são 17 e eu mesma tenho feito o arranhador de papelão que está fazendo sucesso entre eles.
    claudia seabra

    ResponderExcluir
  5. Esfrega um pouco de ração no sisal, e aí o cheirinho vai atrair sua gata e aos poucos vai começar a passar as unhas. Com a minha gata funcionou.

    ResponderExcluir
  6. Estou enfrentando um problema semelhante.
    possuo um gato, Marte - de 7 meses - que é portador de uma deficiência nas pernas. Ele se locomove usando apenas os braços, e com isso não usa as unhas traseiras. Elas estão ficando grossas e não descascam. Hoje aconteceu de uma delas descascar, mas foi radicalmente. A unha se partiu na metade e a "carninha" do meio ficou exposta. Houve um pequeno sangramento. Não sei como descascar as unhas dele de forma segura.

    ResponderExcluir
  7. Tenho 3 gatas idosas. A Coby arranha o pneu do carro e nunca teve este problema. A Quinha gosta de arranhadores e com este modelo aparentemente resolvi o problema pois não precisei cortar a unha dela como faço todo mês https://www.petsnamoda.com.br/arranhador-para-gatos/arranhador-curvo-de-carpete-e-sisal-para-gatos. Agora a Naná começou a apresentar o problema e ainda não consegui uma forma de melhorar, estou pensando em comprar esses arranhadores de papelão pois ela gosta de arranhar caixas... Se conseguir um resultado positivo, venho aqui falar.

    ResponderExcluir